02/08/2020

Inbound Marketing: guia completo para você entender tudo sobre

O Inbound Marketing é uma das principais estratégias do Marketing Digital. Com ele, é possível entregar ao seu cliente um conteúdo atrativo, educativo e que resolva seus problemas. Para saber como implementá-lo na sua empresa e quais suas particularidades, fique conosco e acompanhe mais um artigo feito pela Neobyte.

Inbound Marketing

Pense numa estratégia de marketing que consiga atrair o interesse dos seus clientes de forma espontânea, sem interromper a atenção dos mesmos — como os veículos de rádio e televisão fazem com suas propagandas, por exemplo.

Agora, imagine uma estratégia que faça com que o seu cliente procure por sua marca sem que você precisa realizar um grande esforço — ou investimento — para tal e, ainda por cima, suas vendas cresçam exponencialmente após adotar esta estratégia.

Pois bem, o Inbound Marketing é a estratégia em questão.

Além de ter como foco atrair o público certo para a marca e o produto certo, esta estratégia aumenta e muito a conversão de um visitante em um potencial cliente.

Uma de suas ferramentas mais importantes é o marketing de conteúdo, que é usado para educar, encantar os visitantes de uma determinada rede social — ou site de sua empresa.

Mas você sabe como aplicar esta estratégia no seu negócio? Sabe quais as dicas dos especialistas e tudo que você precisa saber sobre marketing digital antes de realizar este investimento?

Pensando em responder estas e todas outras perguntas que surgirem no decorrer deste artigo, a Neobyte preparou um material completo para você! Fique conosco e confira!

O QUE É INBOUND MARKETING?

Inbound marketing é uma estratégia para atrair leads (futuros consumidores) para um site por meio de conteúdo proprietário e personalizado.

Esta é uma forma direta e duradoura de se conectar com públicos-alvo específicos.

O inbound marketing permite a interação com o público e a personalização do conteúdo, o que torna as vendas mais seguras.

A redução de custos também é uma das características que levam as empresas a investirem nessa estratégia de marketing.

Para alcançar esses resultados, a solução perfeita é o marketing de conteúdo.

Para qualquer empresa que pretenda posicionar-se melhor no mercado, é imprescindível a produção de conteúdos interessantes, e de qualidade, que englobem principalmente os seguintes três aspectos:

  • Criar autoridade da empresa/empreendedor no assunto;
  • Educar/informar/entreter o público;
  • Conquistar a decisão de compra.

Portanto, o principal objetivo desta estratégia é aumentar as vendas! Por isso, atrai visitantes que se tornam clientes em potencial, usando as ferramentas certas. Então, esses clientes começam a promover sua marca.

O que é Lead

A definição de lead é bem mais simples do que parece. Lead é todo consumidor em potencial, ou seja, são as pessoas que são atraídas pelo Marketing de Conteúdo e se interessam pelos produtos, pela marca, ou a propostas de uma empresa. 

Leads não são os visitantes de um site ou blog institucional. Mas, são aquelas pessoas que foram além disso, que aceitaram se cadastrar e receber conteúdos exclusivos do Marketing de Permissão. Após conquistar um Lead, a empresa deverá seguir nutrindo a relação com esse indivíduo. Construir um vínculo duradouro é imprescindível para qualquer marca! Você irá entender melhor sobre esse conceito mais para frente.

INBOUND MARKETING: DE NOVIDADE NO MERCADO A OBRIGAÇÃO 

Em apenas três anos após a sua implementação nos Estados Unidos, o Inbound Marketing é responsável pelo aumento de 50% na receita de diversas corporações ao redor do mundo — especialmente na Europa e na terra do Tio Sam.

Por sinal, um importante estudo feito pela HubSpot afirma que 92% dos especialistas de marketing digital dos Estados Unidos dizem que esta estratégia é substancial às empresas que desejam obter sucesso na expansão da sua marca nas redes sociais.

Outro dado interessante é que investir no Inbound Marketing é muito barato! Aliás, ele é 62% mais em conta que o marketing tradicional — rádio, televisão, jornais, etc.

Além de entregar um resultado melhor que os métodos ultrapassados, ele gera cerca de 3 a 4 vezes mais leads — potenciais clientes consumidores dos seus produtos/serviços.

Com mais resultados e menos investimentos, o inbound marketing tornou-se uma técnica poderosa para atrair clientes e consumidores sem a necessidade de aplicar anúncios que prejudicariam a própria imagem e reputação da empresa.

No entanto, a empresa alcançará uma comunicação eficaz com base nos interesses pessoais dos clientes, o que normalmente permite que eles recebam conteúdo direcionado, o que os ajudará a decidir pela compra de produtos ou serviços.

A RELAÇÃO ENTRE MARKETING DE PERMISSÃO E INBOUND MARKETING

A premissa do marketing de permissão é conseguir um cadastro do cliente, ou seja, a permissão dele! 

Com o desenvolvimento da Internet, principalmente nos dias de hoje, na maioria das vezes o registro na Internet é feito online.

No inbound marketing, você pode se registrar por meio de assinatura de boletim informativo, formulário de registro ou janela pop-up.

Além disso, por meio dos canais de vendas, o inbound marketing será capaz de segmentar públicos – essa estratégia é muito importante para o marketing de permissão.

Mesmo com a permissão do cliente, é necessário enviar conteúdo rico, atraente e qualificado, não apenas conteúdo promocional.

Criar conteúdo exclusivo para esse público é a melhor forma de construir um relacionamento de qualidade com o consumidor.

Na verdade, alguns especialistas acreditam que o marketing de entrada se originou do marketing de permissão.

Peter Druker é o verdadeiro especialista neste assunto. Druker acredita que o inbound marketing existe há décadas e é baseado nas ideias de Godin, que estão documentadas no livro “Licensed Marketing” (1999).

OS 3 OBJETIVOS DO INBOUND MARKETING

Com base no que dissemos, podemos concluir que o principal objetivo do inbound marketing é aumentar as vendas.

Essa é uma forma de aumentar a visibilidade corporativa, buscar atrair potenciais compradores, auxiliar no processo de venda e desenvolver o relacionamento com o público.

As vendas por si só são apenas parte da meta geral. Efetivamente, ele pode ser dividido em três núcleos: conversão, venda e retenção/encantamento.

Cada uma dessas etapas tem sua função e importância para a estratégia de marketing de entrada da empresa. Então, vamos explorar esses conceitos!

1. Conversão

Você tem um público potencial e precisa fazer com que ele compre. Mas o que isso significa? 

Isso significa que você precisa convertê-lo em um cliente ou, em termos mais técnicos, convertê-lo em seu negócio.

Voltando ao conceito de pessoas que podem ser atraídas por seu produto ou serviço, o processo de conversão passará por vários estágios.

Dificilmente você consegue converter pessoas que não são relacionadas ao seu produto – pode acontecer, mas isso é raro, por exemplo, a menos que seja um presente.

Quando você consegue atrair a atenção dos internautas, você tem o primeiro ponto de inflexão: ele se torna um visitante. Mas este é apenas o primeiro passo na série de tarefas exigidas para vendas digitais.

Uma série de estratégias de inbound marketing pode ser usada para atrair públicos-alvo e identificá-los como pontos de interesse para o seu negócio.

Por exemplo, você precisa motivá-lo a entender sua marca por meio de publicações em blogs, sites e redes sociais.

Como visitante, você precisa converter usuários em clientes em potencial – explicaremos esse conceito posteriormente, mas basicamente é a pessoa que estabelece e fornece as informações de contato.

É com a estratégia de atração que é possível atingir esse objetivo.

Para comunicar e interagir, no inbound marketing, é essencial criar e disseminar materiais textuais relevantes para os visitantes. Especificamente, ele está relacionado ao marketing de conteúdo.

Essas ferramentas e estratégias ajudam a tornar os visitantes visíveis, ou seja, interagir e permanecer conectado.

Para fazer isso, você também precisa adicionar outras ferramentas de captura de dados, como landing pages. É assim que você converte esse usuário em um cliente potencial.

Só depois disso você pode fazer a conversão final para que a pessoa se torne cliente.

É claro que todo o processo de conversão dependerá do estágio do canal de vendas e do nível de interesse dos visitantes. Portanto, alcançamos o segundo e mais importante objetivo do inbound: vender!

2. Vender

Logicamente, você sabe o que são vendas. Afinal, esse é o seu propósito! Aumentar as vendas não é apenas o objetivo principal do inbound, mas também o objetivo principal de todas as empresas comerciais que visam o lucro.

No entanto, na comunicação online, ela está intimamente ligada à conversão. Você precisa usar a estratégia de marketing digital mais adequada para lidar bem com esse relacionamento por meio da nutrição de clientes em potencial.

Ter as principais ferramentas de marketing é um diferencial importante no processo de vendas online.

Por exemplo, o uso consciente de plataformas de marketing e automação por e mail – tome cuidado para não se tornar spam.

Lembre-se de que o tipo de material disparado varia. A nutrição deve ser tratada com cuidado.

Uma plataforma automatizada pode ajudar a definir o que você precisa enviar para que possa converter seu público-alvo entre os vários estágios do funil com risco mínimo de perda no processo.

O e-mail é apenas uma das estratégias que você pode explorar no marketing de entrada. O conteúdo também pode ser distribuído em redes sociais ou outros canais de comunicação (como WhatsApp).

Quanto mais você se tornar visível para seu público-alvo, maiores serão suas chances de aumentar o crescimento das vendas.

As vendas também podem ser aumentadas de outras maneiras. Ao converter leads, sua tarefa foi concluída, certo? 

Só que não! Agora devemos nos concentrar no terceiro objetivo do marketing de entrada: Fidelidade — ou retenção do cliente.

3. O que é fidelizar e por que você deve encantar o cliente?

Se você deseja aumentar o desempenho de vendas, não precisa se preocupar com os clientes apenas quando converte clientes em potencial.

Depois que ele fizer a primeira compra, você precisa ter certeza de que ele está satisfeito com o produto / serviço adquirido e disposto a devolvê-lo, aumentando assim o lucro.

E observe: o objetivo de reter e agradar os clientes é fundamental para o processo de marketing de entrada, que depende de vários fatores.

O mais óbvio é o aumento nos pedidos de vendas que uma pessoa pode fornecer. Você pode não esperar que alguém se torne um cliente regular só porque convenceu alguém a fazer a primeira compra.

Por que ele compraria de você novamente em vez de procurar concorrentes? É por isso que você deve satisfazer sua base de clientes.

Eles tendem a se sentir especiais ao receber boletins informativos elaborados especificamente para eles, especialmente promoções e ofertas.

Fortalecer a conexão, e manter o interesse no dia a dia do público são partes essenciais para manter a lealdade.

Você conhece a influência de públicos leais em sua marca?

Clientes satisfeitos também se tornarão uma ferramenta de marketing, pois podem ajudar a valorizar sua marca! Apenas sua avaliação de seu site e produtos/serviços já é importante para aumentar o valor de mercado.

A competição na Internet pode ser desafiadora, mas se você for bem valorizado, terá maior probabilidade de atrair pessoas diretamente interessadas nos produtos que oferece.

A divulgação também se estende ao compartilhamento nas redes sociais, comentários nas redes sociais dos clientes e assim por diante.

Portanto, mesmo após a conversão, você deve continuar a implementar estratégias de inbound marketing e enviar newsletters com ofertas e conteúdo relacionado.

Usar novos métodos de comunicação para atrair clientes e fidelizar é uma grande vantagem competitiva para o seu negócio!

Aqui, o velho ditado é: É mais barato manter clientes do que ganhar novos!

COMO FUNCIONA O INBOUND MARKETING

Há seis princípios do Inbound Marketing que promovem o seu funcionamento. São eles:

Marketing de Conteúdo

A geração de conteúdo exclusivo é essencial para a função do inbound marketing. O conteúdo deve ser confiante, interessante, atraente e qualificado.

Por isso é preciso entender a persona para qual se escreve.

Afinal, o que é persona? Separamos um tópico para falar sobre ela mais para frente.

Jornada de compra

Conquistar o interesse das pessoas não é o bastante. Para que sua estratégia de inbound dê certo, você precisa transformar estas pessoas em clientes. Para isto, a persona passará por toda uma jornada até o momento da compra.

Funil de vendas

O funil de vendas é o maior aliado da jornada do comprador. Utilizando alguns gatilhos, é possível transformar qualquer lead em um consumidor potencial do seu produto/serviço.

Personalização

Todo mundo gosta de se sentir especial, não é mesmo? Com as ferramentas do inbound Marketing, a sua empresa pode levar a cada cliente uma particularidade específica que faça-os se sentirem únicos.

Exclusividade e personalização faz toda a diferença!

Estratégia de Multicanais

Sair da zona de conforto é o mais indicado para esta estratégia. Você sabe onde estão seus clientes? Quais conteúdos os mesmos consomem?

A principal ideia aqui é utilizar vários canais ao mesmo tempo: redes sociais, blog posts e vídeos.

Até colocar em prática, você não saberá qual deles gera mais resultados; Então, encontre sua persona e elabore toda sua estratégia em cima dela e de suas necessidades — e como sua empresa pode saná-los, claro.

Interação

Avalie os resultados e se envolva cada vez mais com o público-alvo. Isso muda — para melhor — a imagem e a reputação de qualquer empresa.

PERSONA: A “MENINA DOS OLHOS” DO INBOUND MARKETING

Para se comunicar da melhor forma possível com o seu público, é fundamental você conhecer tudo sobre ele, correto?

Por isso, é de suma importância criar a buyer persona para o seu negócio Este deve ser o primeiro passo para você implementar as demais estratégias de Inbound marketing no seu negócio.

Isto acontece, pois, todas as estratégias que virão dependem exclusivamente de todas as informações que você tem do seu público, e, elaborar uma buyer persona, é a melhor estratégia para obter estas informações.

Mas, o que é uma Persona?

Persona ou Buyer Persona, é um personagem semi fictício que representa o seu cliente ideal. 

Para criar a sua Persona você precisa ter o máximo de informações possíveis sobre ela. Como por exemplo:

Pronto. Você acabou de estabelecer a Persona, o que significa que agora você sabe com quem a empresa está se comunicando.

Uma maneira fácil de ajudá-lo a definir sua Persona é conduzir entrevistas com clientes atuais.

Vamos imaginar uma empresa de moda masculina. Qual é o cliente perfeito? As marcas podem criar funções para isso:

Cliente: Leonardo

Idade: 27 anos

Sexo: Masculino

Estado civil: solteiro

Interesses: Moda masculina, cinema, livros e viagens

Localização: Caxias do Sul (RS)

Profissão: Advogado

Outros sites acessados: Facebook, Instagram, Blogs sobre esportes e moda masculina. 

Horários de acessos: Final da Tarde, noite e madrugada

Plataformas: Smartphone e Desktop da empresa

Pronto. A empresa passou a contar com a Persona, o que facilitará a produção de conteúdo. Agora, esta loja de roupas masculinas deve fazer as seguintes perguntas:

  • O que Leonardo gostaria de ler em nosso blog?
  • Por onde e em quais horários Leonardo acessa mais a internet?
  • Quais sites Leonardo acessa além do nosso? 
  • Por onde Leonardo consome mais nossos produtos? Loja física ou online?

As definições de funções também podem responder a muitas outras perguntas.

Bem, é claro, este é apenas um exemplo simples! A Persona deve ser mais detalhada do que isso.

É importante entender a ocupação, onde a persona mora, principais hábitos e outras características.

Tudo isso afeta a voz e a atitude da sua empresa que deve ser consistente com os clientes. 

Por exemplo, pode ser mais ou menos informal, atualizado, representando apenas termos técnicos e mais objetivo ou persuasivo.

Algumas empresas estabeleceram mais de um Persona ou mesmo um Persona negativa, ou seja, aquela pessoa que a empresa não possui interesse algum em captar como cliente.

No que diz respeito à loja de roupas masculinas, o personagem negativo pode ser a viúva Lourdes, de 73 anos, que costuma ficar em casa e é a mãe e avó apenas de meninas.

Maria não tem interesse em comprar sapatos masculinos e nem mesmo dar presentes, afinal seu ciclo de amizades é pequeno, e a maioria delas são mulheres.

Além disso, Maria não se interessa por moda masculina e dificilmente tem acesso às redes sociais e à Internet, portanto, o blog não é a melhor forma de se comunicar com ela.

A persona deve sempre ser a identidade da sua marca. Porém, como é possível construí-la da melhor forma?

Entrevistas: Pode ser feita dentro da própria loja, ou até mesmo online.

Pesquisas: A melhor forma de realizar pesquisas é através da internet, pois contratar uma empresa terceirizada pode aumentar muito os seus custos e não entregar o resultado com a veracidade desejada.

Procure utilizar as ferramentas do Google para tal.

Internet: Aproveitar a interação do seu público para com suas redes sociais e seus conteúdos é fundamental para obter informações sobre sua persona. 

Vale a pena também dar uma olhada no LinkedIn para obter dados profissionais sobre o seu potencial cliente.

Métricas: Na internet há muitas métricas que você pode acompanhar e obter informações sobre o seu público. As melhores delas são o Google Analytics e o Facebook Insights.

Lembre-se sempre: quanto mais informações você obtiver sobre a sua persona, mais elaborada e coerente será sua estratégia de Inbound Marketing.

Não poupe esforços na hora de obter estas informações. Procure no Instagram, no Facebook, no LinkedIn e até mesmo dentro da sua empresa.

Nunca se sabe o nome, a ocupação e até mesmo o nível acadêmico de um cliente. Contudo, é possível se antever e levar o melhor conteúdo para ele.

Agora você já sabe o que é Inbound Marketing, como aplicá-lo da melhor forma e qual o impacto que ele pode trazer para a expansão de sua marca na internet.

O Inbound é apenas uma das várias estratégias presentes no Marketing Digital. Utilizá-la da maneira correta afetará positivamente sua empresa, angariando mais clientes, aumentando exponencialmente as vendas, fazendo o seu negócio prosperar.

Contudo, para implementar esta estratégia na sua empresa, você precisa de uma agência de marketing especializada e que traga os resultados esperados.

A Neobyte é uma agência especializada em Inbound marketing, como foco em entregar sucesso para nossos clientes e aumentar suas vendas.

Buscamos estar juntos das principais referências em resultados do mercado, para garantir um trabalho de qualidade e destaque para empresas que confiam em nosso trabalho.

Entre em contato conosco e saiba como os nossos especialistas podem entregar a sua empresa as melhores estratégias de Inbound Marketing, junto com a implementação da mesma e o encantamento do seu cliente.

Pare de perder clientes por não estar visível nas redes sociais. Seja mais uma das empresas que aumentaram seus lucros através do Marketing Digital!

A Neobyte agradece sua visita! Até a próxima!

Você está a um passo de contar com os melhores profissionais de marketing digital para alavancar o seu negócio.

Nós podemos te ajudar a obter os resultados que você precisa.
Solicite um orçamento: