21/09/2020

E-commerce: guia completo para você entender tudo sobre

 O e-commerce é o presente e o futuro das vendas no mercado geral. Toda empresa que visa o crescimento de suas vendas precisa conhecer esta plataforma e utilizá la da melhor maneira possível. Por isso, a Neobyte preparou este artigo completo pra você, com as melhores práticas e as principais tendências em e-commerce. Fique conosco e confira.

e-commerce

Para você ter uma ideia de quão antigo é o e-commerce, sua primeira venda foi feita em 1994. Você consegue adivinhar o que é?

Era um CD do cantor Sting.

Um homem de 22 anos, chamado Dan Kohn, tinha um site chamado NetMarket e vendeu ao seu amigo o CD Ten Summoner’s Tales do cantor Sting. O amigo comprou o cd com o próprio cartão de crédito, com taxas de envio inclusas.

Essas trocas são o que hoje conhecemos como e-commerce: serviços e mercadorias vendidas pela Internet.

Desde 1994, o comércio eletrônico já percorreu um longo caminho e, à medida que mais e mais compradores usam dispositivos e computadores como suas principais ferramentas para descobrir e comprar novos produtos, o comércio eletrônico continua a se desenvolver. 

Vamos examinar mais de perto o que é e-commerce e as tendências de crescimento em torno dele, bem como algumas técnicas básicas de introdução.

Confira mais um texto feito pela Neobyte.

Os Benefícios de utilizar o e-commerce

O comércio eletrônico não é uma tendência e não irá desaparecer tão cedo. O motivo é que a venda de bens e serviços na Internet beneficia muito compradores e vendedores. Isso é o principal motivo por trás de toda a transação feita online.

Benefícios para o comprador:

  1. Conveniência
  2. Transações mais rápidas e fáceis
  3. Decisão de compra sábia
  4. Comparação mais fácil de produtos e preços
  5. Processo de entrega aprimorado
  6. Comunicação dirigida

Benefícios para o vendedor:

  1. Custos gerais reduzidos devido à eliminação de locais fixos para armazenar ou alocar mercadorias
  2. A capacidade de vender produtos 24 horas por dia (em comparação com o horário comercial tradicional)
  3. Capacidade de alcançar clientes fora de localizações geográficas
  4. Melhor controle do processo de vendas e acompanhamento, principalmente se houver um portal que trata do ponto de venda (PDV)
  5. Expanda a visibilidade de clientes em potencial por meio de SEO
  6. Melhor controle de custos de pessoal e gestão de estoque

Tipos de e-commerce

Existem três tipos de comércio eletrônico. A classificação depende de quem vende para quem.

Business to Business (B2B)

Bens e serviços são vendidos de uma empresa para outra. Por exemplo, a HubSpot fornece produtos para outras empresas que desejam se desenvolver melhor.

Business to Consumer (B2C)

A empresa vende para clientes. Este é um dos tipos mais comuns de comércio eletrônico. Por exemplo, lojas de roupas online ou negócios online de algumas lojas físicas populares, como Wal-Mart ou Target.

Consumidor para Consumidor (C2C)

Você deve ter adivinhado: os consumidores vendem produtos diretamente aos consumidores por meio de mercados online.  Ebay, Mercado Livre e Amazon são exemplos de e-commerce C2C.

Melhores práticas para sites de e-commerce

Quando estiver pronto para construir um site de comércio eletrônico de entrada, tenha em mente algumas práticas recomendadas que o ajudarão a economizar tempo e esforço.

1. Escolha e personalize temas compatíveis com dispositivos móveis.

Os dados da BrightEdge mostram que mais da metade (57%) do tráfego da web agora vem de dispositivos móveis, como smartphones e tablets, o que significa que temas compatíveis com dispositivos móveis devem ser usados ​​ao criar sites de comércio eletrônico.

Na plataforma de e-commerce, você pode navegar por uma série de temas gratuitos e premium (todos otimizados para dispositivos móveis) e encontrar o que melhor se adapta às suas necessidades.

Mais: a partir daí, você pode usar modelos para personalizar os temas do site. 

Ao adicionar esquemas de cores e elementos de marca (como logotipos), você pode fazer seu site de comércio eletrônico parecer 100% personalizado.

2. Otimize para a rede.

A otimização de rede cobre uma ampla gama de estratégias e estratégias que podem ajudar a converter mais visitantes do site em clientes, mas vamos nos concentrar em dois aspectos:

Escreva descrições de produtos atraentes. Use gatilhos persuasivos de copy para fazer suas vendas de descrição de produto.

Isso significa recorrer a estratégias psicológicas, como medo da perda, reciprocidade, exclusividade, etc., que incentivam os visitantes do site a comprar (e comprar imediatamente).

Adicione belas fotos de produtos. Quando se trata de marketing, os efeitos visuais são muito importantes, especialmente para compradores online que não conseguem ver ou tocar no produto antes de comprar.

Junto com a imagem estática do produto, o contexto é adicionado combinando a imagem do modelo do produto e o vídeo que pode fornecer aos clientes uma visão de 360 ​​graus.

3. Crie uma experiência excelente para o cliente.

Esta mesma pesquisa diz que a experiência do cliente ultrapassará o valor e o preço do seu produto como fator diferencial para as marcas á partir de 2021.

Isso significa que é importante se concentrar na criação de uma experiência do cliente impressionante em todos os vários pontos de contato da sua marca.

Aqui estão algumas ideias para você começar:

Adicione uma página de FAQ. 

Responder a perguntas comuns em seu site de comércio eletrônico pode ajudar os clientes em potencial a encontrar as informações de que precisam para concluir suas compras com rapidez e facilidade.

Reduza o tamanho da imagem para diminuir o tempo de carregamento. Os dados da pesquisa mostram que mais da metade dos visitantes do site espera que uma página carregue em menos de dois segundos. 

Após três segundos, eles deixam a página (provavelmente não retornarão). Reduza o tamanho das imagens no site para carregamento rápido.

Aproveite o conteúdo gerado pelo usuário. 

Incluir conteúdo gerado pelo usuário (pense em comentários de clientes, imagens de mídia social e depoimentos) em seu site de e-commerce significa adicionar elementos de prova social – o que pode melhorar a experiência geral de compra dos clientes.

Teste anúncios de mídia social.

O Facebook tem 1,18 bilhão de usuários ativos por dia e um grande público que pode ser explorado. Considere direcionar o público por meio de vídeos e postagens em mídias sociais e fazer experiências para encontrar a maneira mais eficaz de gerar vendas e receita.

Colete endereços de e-mail e mantenha contato.

Os dados mais recentes mostram que três quartos das empresas concordam que o marketing por email pode alterar o retorno sobre o investimento de “bom” para “excelente”. 

Ao coletar endereços de e-mail no site e pedir aos clientes que optem por receber suas comunicações futuras, você pode fornecer aos visitantes um motivo pelo qual eles sempre podem retornar ao seu site de comércio eletrônico por meio de ofertas, vendas, descontos VIP, etc.

Use as configurações de personalização para personalizar produtos / mensagens.

Para os compradores online, a personalização é mais importante do que nunca. Na verdade, a pesquisa mostra que 74% dos consumidores se sentem frustrados com o site quando há ofertas, anúncios e promoções que não estão relacionadas aos seus interesses. 

Certifique-se de usar recomendações de produtos personalizadas para personalizar seus esforços de marketing por e-mail e geralmente se esforce para fazer com que cada cliente sinta que você está apenas falando com eles.

Obtenha feedback por meio de pesquisas.

A melhor maneira de manter o controle das necessidades do público é perguntar a eles. Use pesquisas online para coletar feedback sobre todos os aspectos, desde o produto até seus esforços de marketing e interações de atendimento ao cliente.

Como aumentar as vendas de e-commerce

Só nos Estados Unidos, as vendas de e-commerce atingiram 130 bilhões de dólares americanos a cada trimestre, respondendo por quase 10% de todas as vendas no varejo (o número ainda está crescendo globalmente).

Muitas pessoas procuram produtos e serviços online.

Se você deseja construir um negócio de comércio eletrônico, precisa desenvolver uma estratégia para aumentar as vendas e ganhar um bolo com isso.

Sem clientes, você não terá um negócio de comércio eletrônico. Portanto, considere que esta é uma das partes mais importantes deste artigo. Vejamos algumas maneiras de aumentar as vendas de e-commerce.

Conquiste clientes em potencial durante a fase de consideração

Se você tentar alcançar compradores em potencial apenas na fase de tomada de decisão, é tarde demais.

Por outro lado, se você fornecer conteúdo relevante durante o estágio de conscientização sem acompanhamento, poderá correr o risco de que eles se esqueçam de você durante a jornada do comprador.

Também é importante lembrar que as pessoas passam pelo ciclo de compra e podem alternar entre os estágios antes de se comprometer com um produto ou serviço.

Uma vez que seu conteúdo atrai clientes em potencial, mantenha-os engajados e envie-lhes conteúdo sobre seu estágio atual. Seu objetivo deve ser inserir uma lista de possíveis restrições de compra.

Use a segmentação paga para superar seus concorrentes

Sites como o Google Shopping são tão lucrativos por um motivo: ELES REALMENTE FUNCIONAM.

Os mecanismos de pesquisa retornam bilhões de resultados todos os dias, muitos dos quais são para produtos e serviços como os seus.

O problema é a competição. Se bem feita, a publicidade paga pode posicionar sua loja de e-commerce diante do público certo e antes da concorrência.

Obtenha (ou forneça) algumas informações antes de saírem do seu site

Nem todo mundo que visita sua loja de comércio eletrônico está pronto para fazer uma compra – envolva-os de qualquer maneira.

Pense no motivo de alguém visitar e deixar a página (talvez eles estejam considerando uma escolha ou achem que seu produto é muito caro ou desejam tomar uma decisão mais informada).

Seja qual for o motivo, seu trabalho é fornecer a eles algo para manter em mente enquanto continuam suas pesquisas.

Idealmente, você deve coletar algumas informações de leads de vendas, mas pelo menos fornecer-lhes informações úteis para ajudá-los durante o processo de pesquisa.

Invista em reengajar os abandonadores do carrinho de compras

Abandonar o carrinho de compras é inevitável, mas não irreversível. Às vezes, os usuários podem retornar ao carrinho de compras por meio de remarketing ou simples lembretes por e-mail com um pequeno toque.

No entanto, antes de entrar em contato com eles, certifique-se de abordar alguns dos motivos comuns pelos quais clientes em potencial abandonam seus carrinhos de compras.

Lembre-se de integrar o social

Quando se trata de vendas online, não subestime o poder das mídias sociais. O Instagram relata que 60% das pessoas encontram produtos nas redes sociais, o que faz sentido integrá-los ao conteúdo que pode ser adquirido.

Encontre seus clientes em potencial e leve-os diretamente para a venda, eliminando assim o atrito no processo de compra.

Como escolher o melhor software de e-commerce

Há muitos fatores a serem considerados ao pesquisar a melhor plataforma e software de e-commerce (como um construtor de sites de e-commerce) para atender às suas necessidades. Alguns destes fatores, são:

Habilidades e temas personalizados: você deve ser capaz de personalizar temas prontos para personalizar e adicionar a marca da empresa.

Personalização do nome de domínio: certifique-se de obter um nome de domínio e URL personalizados (para que você não precise incluir o nome da plataforma no URL do seu site).

Especialistas que fornecem suporte 24 horas por dia, 7 dias por semana: Reserve um tempo para estudar os serviços da plataforma em detalhes. 

Se ocorrer uma emergência no futuro, você deseja ter certeza de que terá suporte rápido e confiável em todos os momentos.

Métodos de pagamento flexíveis: os clientes agora desejam pagar de várias maneiras – de cartões de crédito a carteiras digitais e muito mais. 

Procurando por uma solução de software de comércio eletrônico que seja flexível o suficiente para oferecer suporte a diversos métodos de pagamento seguros.

Habilidades multilíngues: seus clientes podem vir de todo o mundo, então você precisa saber falar a língua deles. É uma boa ideia usar ferramentas que suportem muitos idiomas diferentes.

Agora que você já sabe tudo sobre e-commerce, que tal entrar em contato com a Neobyte e receber uma proposta personalizada de acordo com as necessidades da sua empresa?

Os nossos especialistas estão preparados para elaborar uma estratégia de e-commerce para o seu negócio, expandindo sua marca e aumentando o crescimento de suas vendas.

A Neobyte agradece sua visita! Até a próxima!