fbpx

Erros no e-commerce: saiba o que deve ser evitado

E-commerce

O crescimento das plataformas e-commerce vem chamando muita atenção de diversos especialistas no marketing digital. Com seus resultados promissores e produtivos para as empresas, investir em profissionais e plataformas confiáveis passaram a ser as principais atitudes necessárias para garantir o sucesso desta empreitada. Para saber como evitar os erros no e-commerce ocasionados na implemenação, a Neobyte preparou um material repleto de informações que vão ajudar a sanar este problema. Fique conosco e confira!

Mais da metade das startups falham, mas a Amazon começou sua trajetoria de maneira semelhante e se tornou responsável por mais de 40% de todas as vendas online.

Se você deseja vencer no competitivo setor de comércio eletrônico, precisa evitar os erros no e-commerce e as armadilhas que farão com que metade de seus colegas quebrem e queimem ao longo do caminho.

Erros são oportunidades de aprendizado. Não há dúvidas sobre isso. Mas todos podemos concordar que seria melhor não cometer o erro em primeiro lugar.

Para ajudá-lo a minimizar os erros cometidos em seu e-commerce, a Neobyte preparou uma lista com 10 erros que os sites de e-commerce devem evitar cometer.

Fique conosco e confira!

E-commerce

1# Pensar ter descoberto o fogo

Uma nova marca de comércio eletrônico tende a cair em uma das duas armadilhas:

  1. Inventar algo completamente fora do planejamento estratégico;
  2. Tentar construir uma solução única para tudo.

Você não deve desperdiçar recursos no desenvolvimento de soluções personalizadas para os problemas que enfrenta, a menos que a personalização tenha um impacto muito claro e direto sobre sua marca e sua capacidade de oferecer uma proposta de venda exclusiva (USP).

É quase certo que você deve usar uma plataforma de comércio eletrônico existente como Shopify, AliExpress, Tray, Vtex em vez de tentar montar algo sozinho, a menos que uma plataforma única seja o ponto de venda de sua marca.

Lembre-se: a maioria dos clientes está procurando uma experiência de compra familiar, com um design familiar e elementos de navegação.

Isso vale para seus carrinhos de compras, atendimento de remessa e praticamente todas as outras partes do seu negócio. Se não for o seu ponto de venda, deixe alguém especializado cuidar disso.

Concentre sua energia nas principais diferenças entre você e outras marcas do setor.

2# Design não confiável

Um estudo conduzido por pesquisadores da Northumbria University descobriu que o design de um site influencia mais para que os usuários o considerem confiável do que qualquer parte do conteúdo do site.

Esta é uma daquelas áreas em que você absolutamente não deve tentar fazer tudo sozinho, a menos que seja um designer altamente qualificado.

Use uma plataforma de comércio eletrônico testada e confiável com um tema moderno e atualizado, se o design não for um fator diferenciador para sua marca. Se o design é fundamental para sua marca, invista nos melhores talentos e não economize.

3# Descrições de produtos redundantes

Do ponto de vista de SEO, o problema mais comum que vemos em um novo site de comércio eletrônico é a redundância nas descrições do produto.

Se suas descrições nada mais são do que publicações fornecidas pelo fabricante do produto, você pode contar com quase nenhum tráfego do mecanismo de pesquisa nas páginas de seus produtos.

O Google verá essas páginas de produtos como duplicatas de outras que existem em outros lugares, e seus resultados não aparecerão na primeira página.

Também é comum que as descrições dos produtos não façam nenhum esforço para superar as objeções do comprador, para entender a jornada do comprador ou para fazer comparações que darão a ele um motivo para comprar o produto de seu site em vez de ir a outra plataforma.

As descrições dos produtos constituem o conteúdo mais importante de uma página e nunca devem ser negligenciadas. Se sua lista de inventário for enorme, siga o princípio de Pareto e concentre-se nos produtos mais vendidos ou mais promissores.

4# Não ser lucrativo (não, sério…)

Reconhecemos que este assunto pode ser um pouco óbvio, mas é incrivelmente comum para um novo site de comércio eletrônico ser baseado em um modelo de negócio que pode simplesmente nunca ser lucrativo.

Você deve pensar em termos de como as coisas irão escalar e estar disposto a fazer as contas e fazer extrapolações. Se seu negócio não é lucrativo agora e seus custos aumentam com a produção, você perderá dinheiro se as vendas aumentarem.

A lucratividade é uma meta muito mais importante no início do que o crescimento, e você deve priorizá-la em vez da escala enquanto trabalha para resolver os problemas do seu negócio.

5# Nenhum design responsivo

É menos comum encontrar um site que não está usando um design responsivo do que antes, mas ainda vimos isso com certa frequência. Seu site precisa funcionar bem, não importa qual dispositivo alguém use para visualizá-lo.

Pelo menos 51% dos adultos agora fazem compras em seus smartphones, e esse número está crescendo. Os gastos com celular agora representam 21% de todos os gastos online.

Aqui, novamente, está uma das principais razões para usar um tema amplamente testado com apenas pequenas personalizações, a menos que o novo design seja central para sua marca. 

Teste seu tema com o teste de compatibilidade com dispositivos móveis do Google e teste-o com o máximo de dispositivos que puder.

Não podemos enfatizar o suficiente como é importante fazer um pedido de teste de um dispositivo móvel. Com muita frequência, um carrinho de compras fica bem no celular, mas não consegue enviar um pedido.

6# Sem público-alvo

Os consumidores precisam de um motivo para comprar com você em vez dos grandes players do mercado (OLX, Americanas, Magalu, Mercado Livre, etc..), e grande parte disso sempre se resumirá à cultura. 

Se você quer vencer o gigante do comércio eletrônico, precisa escolher um público específico e ganhar a confiança desse público.

O ponto central disso é um perfil de cliente, um retrato do seu cliente ideal e o contexto que o levará até você. Isso inclui:

  • Uma compreensão de seus interesses;
  • Quaisquer subculturas das quais eles possam fazer parte;
  • Valores que são importantes para eles;
  • Precisa que seu produto resolva para eles;
  • Lugares onde eles “passam”.

A única maneira adequada de fazer isso é com uma combinação sólida de análise de dados e intuição, de preferência com algumas conversas do mundo real envolvidas. Quanto mais focado você estiver, melhor será capaz de se conectar.

7# Erros técnicos de SEO no e-commerce

Os sites de comércio eletrônico, especialmente os mercados, estão sujeitos a mais erros de SEO do que qualquer outro tipo de site. 

Esses erros no e-commerce podem ser um grande obstáculo para o tráfego do mecanismo de pesquisa, que é quase necessário para que um negócio de comércio eletrônico prospere.

Aqui estão alguns dos problemas mais comuns a serem observados:

  • Versões duplicadas da mesma página, geralmente causadas por variáveis ​​de URL (aquelas coisas em seu URL que seguem um ponto de interrogação);

  • Links para páginas que não existem (que são 404). Use uma ferramenta de rastreamento como o Screaming Frog para encontrá-los;

  • Páginas que não podem ser acessadas a partir de nenhum link em seu site. Você precisará ajustar seu tema para garantir que todas as páginas sejam acessíveis a partir da navegação.

O SEO técnico é uma disciplina enorme e trabalhar com um profissional é recomendado se estiver dentro do seu orçamento.

8# Carrinhos de compras complicados

Elimine o máximo de etapas possível do processo do seu carrinho de compras e não os force a abrir uma conta para lhe dar dinheiro.

Se um consumidor decidiu que quer comprar um de seus produtos, você não quer que haja nenhum obstáculo em seu caminho.

Mantenha os botões grandes e o texto pequeno e remova todos os campos desnecessários. Não os surpreenda com taxas inesperadas.

9# Não inserir logotipo

Temos enfatizado que você deve se ater a temas confiáveis ​​com personalização mínima na maioria dos casos, a fim de apresentar aos consumidores uma experiência familiar que siga as convenções da web, sendo a única exceção se o design inovador fizer parte de sua proposta de venda exclusiva.

Logotipos são um lugar que você definitivamente não quer ignorar na personalização.

Seu logotipo é a cara da sua marca e, em muitos casos, é a única imagem visual que o consumidor vai se lembrar da sua marca se quiser encontrá-la novamente.

O texto do modelo com o nome de sua marca no tema simplesmente não é suficiente para criar uma impressão de marca memorável.

Vale a pena investir em um designer para ajudar a produzir um logotipo, mas se isso não for possível, saiba que existem muitas ferramentas gratuitas à sua disposição para ajudá-lo a desenvolver um logotipo. Não há desculpas nos dias de hoje para pular o logotipo.

10# Fraco atendimento ao cliente

De acordo com uma pesquisa da Harvard Business Review, as interações de atendimento ao cliente têm quatro vezes mais probabilidade de evitar a perda de um cliente do que de criar a fidelidade do cliente. 

Esta é uma diferença sutil, mas importante.

Pesquisas com executivos geralmente mostram que seu objetivo com o atendimento ao cliente é “impressionar” o cliente com algum grande momento, mas o que realmente mantém os clientes é simplesmente entregar o essencial.

O que os clientes desejam é que seus problemas sejam resolvidos rapidamente, de preferência com uma única ligação, sem serem repelidos ou atropelados. É por isso que é tão crucial levar em consideração o custo de um atendimento eficaz ao cliente no custo do produto.

Também precisamos reconhecer que o atendimento moderno ao cliente deve ser multicanal, e certamente não se limita ao telefonema.

Se você terceirizar o atendimento ao cliente, invista em uma central de atendimento confiável e ligue para o atendimento ao cliente regularmente para garantir que estão atendendo aos seus padrões.


Agora que você já sabe quais erros no e-commerce devem ser evitados e o que fazer para solucioná-los, que tal entrar em contato com a Agência Neobyte e deixar que nossos profissionais cuidem do seu e-commerce para você!

Não perca mais clientes nos seus carrinhos de compra! Invista no futuro da sua empresa no mundo digital!